Governo do Amazonas envia 200 cilindros de oxigênio novos para hospital de Tabatinga

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
WhatsApp Image 2020-05-02 at 17.45.11


Manaus-AM I O Amazonas recebeu, no fim da tarde deste sábado (02/05), 200 cilindros de oxigênio de 10m³ que serão destinados ao Hospital de Guarnição de Tabatinga, que atende a população do Alto Solimões, composta por outros oito municípios. A aquisição foi feita com recursos do Governo do Estado e faz parte dos esforços de combate ao novo coronavírus no interior.

Publicidade

A carga chegou pelo Aeroporto de Ponta Pelada, na zona sul de Manaus, e foi transportada de São Paulo em avião da Força Aérea Brasileira (FAB), que tem dado apoio logístico ao Governo do Amazonas durante a pandemia de Covid-19.

De acordo com o diretor de logística da Secretaria de Saúde (Susam), Ionaldo Vasconcelos, os 200 cilindros novos vão garantir o pleno funcionamento do hospital de Tabatinga durante a manutenção da sua usina de oxigênio. Na última sexta-feira (01/05), a Susam já tinha enviado um lote de cilindros recarregados para o município.
“A Susam aplicava 40 cilindros em Tabatinga, mas com a pandemia essa capacidade aumentou para 96. Hoje estamos levando mais 200 para o município, chegando a um total de quase 300, porque vamos dar suporte ao hospital durante os reparos na usina de oxigênio. Depois disso, parte desses cilindros será remanejada para outros municípios”, explicou.

Substituição –Com a nova aquisição, a Susam passa a ter 920 cilindros de oxigênio aplicados nos 61 municípios do interior do Amazonas. Segundo o Departamento de Logística, o Governo do Estado está finalizando a compra de outros 300 desses equipamentos, o que aumentará para mais de 1.200 a quantidade aplicada no interior.

Em paralelo, como parte do planejamento para o combate à pandemia de Covid-19, a secretaria também está remanejando cilindros da capital para os demais municípios. Isso tem sido possível graças à instalação de tanques estacionários de oxigênio em hospitais e serviços de pronto atendimento de Manaus, permitindo a liberação dos cilindros antes usados nessas unidades.

ÚLTIMAS DO AUXÍLIO EMERGENCIAL

O COVID-19 NO AMAZONAS HOJE

Receba a seleção das melhores notícias

BABADO FORTE