Parceria garante oferta de cursos para magistrados, servidores do TJ-AM e familiares

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Manaus – AM | O diretor da Escola Superior da Magistratura do Amazonas, desembargador Yedo Simões e o diretor acadêmico do Centro Preparatório Jurídico (CPJUR) Felipe Venturini, assinaram nesta semana um termo de cooperação entre as duas instituições, que garante a oferta de cursos de pós-graduação (Lato e Stricto Sensu), aperfeiçoamento e atualização para magistrados, servidores do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) e seus familiares.

Publicidade

Parceria garante oferta de cursos

O convênio prevê também a concessão de 30% de desconto nas mensalidades dos cursos de pós-graduação, nas modalidades presencias e EaD (Ensino a Distância), além da criação de um estúdio para a geração de conteúdo dos cursos realizados na modalidade EaD. Todos os cursos serão certificados pela instituição.

Segundo o desembargador Yedo Simões, “parte dos cursos escolhidos terão que ser vocacionados para a nossa região, respeitando nossas características que são diferentes dos demais Estados brasileiros”, frisou o Diretor da ESMAM, ao detalhar os objetivos do convênio, “iniciamos o nosso trabalho, contando com a força dessa Instituição – CPJUR – para que possa auxiliar, na qualificação dos nossos profissionais e àqueles que atuam junto ao Poder Judiciário do Estado”.

O diretor acadêmico do CPJUR, destacou que a proposta é usar a tecnologia como peça fundamental para desenvolver junto com a ESMAM cursos 100% on-line e outro no formato híbrido. “Estamos trazendo para dentro da Escola da Magistratura uma estrutura de tecnologia que já utilizamos há alguns anos. Além disso temos um leque muito amplo de cursos, com profissionais reconhecidos em nível nacional”, salientou Felipe Venturini.

A parceria foi assinada durante a primeira reunião de trabalho da nova gestão da ESMAM e contou com a participação dos juízes que fazem parte das coordenações da Escola e do corpo técnico. O encontro também serviu para apresentar novas parcerias e alinhamento de trabalhos.

CONFIRA OFERTA IMEDIATA

APOIE O IMEDIATO

Clique aqui

Veja também:

Home office foi adotado por 46% das empresas durante a pandemia

Últimas informações ao vivo:

Receba a seleção das melhores notícias

Outros assuntos interessantes: