Givancir mantinha arsenal de armas ilegalmente em mansão, diz polícia

Insira um URL válido

Em Iranduba, o delegado titular do 31º Distrito Integrado de Polícia (DIP), Geraldo Eloi, avaliou positiva as ações de buscas feitas na casa de Givancir Oliveira, que está sendo investigado por homicídio e tentativa de homicídio. “Haviam fortes indícios de que, no local, houvessem situações que ocorriam de forma ilegal. Hoje essa ilegalidade ficou constatada por meio de armas e munições que eram usadas sem autorização.”, destacou o policial civil. 

Publicidade

O presidente afastado do Sindicato dos Rodoviários do Amazonas continua preso desde a última segunda-feira (2/3) após mandado de prisão preventiva expedido em seu desfavor. Ele continua detido por pelo menos 30 dias no 12º Distrito Integrado de Policia (DIP) na capital onde segue investigado como principal suspeito do homicídio de Bruno Guimarães e de tentativa de homicídio contra a travesti Tchelcy Guimarães, sua ex-funcionária. 

O advogado de defesa de Givancir, Orlando Bentes, informou que o encontro do arsenal de armas de fogo não deve influenciar negativamente as investigações do caso. “As armas não foram encontradas em posse do meu cliente então até o momento não acredito que há qualquer associação entre o crime que está sendo investigado e o processo de busca na residência.”, disse o advogado. 

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Receba a seleção das melhores notícias:

Qual sua opinião? Deixe seu comentário